Sexsomnia: é mais comum do que você pensa

A descrição é reveladora, e a frequência com que a sexônia ocorre é ainda mais surpreendente. Uma nova pesquisa apresentada no SLEEP 2010 sugere que quase oito por cento dos pacientes em clínicas de distúrbios do sono relatam fazer sexo enquanto dormem.

A prevalência de sexônia para homens, de 11 por cento, era quase três vezes maior do que para mulheres.

O estudo é o primeiro a examinar a frequência da sexônia. Os autores do estudo enfatizam que o resultado reflete apenas os pacientes em clínicas do sono. Eles estimam que a taxa seria muito mais baixa entre a população em geral.

Os pesquisadores revisaram um questionário preenchido por 832 pacientes avaliados em clínicas de distúrbios do sono.

Apenas 4 pacientes reclamaram de sexônia durante uma consulta com especialistas em sono. No entanto, 63 dos 832 relataram os principais sintomas da sexônia.

A parassonia ocorre quando uma pessoa inconscientemente se envolve em atividades sexuais enquanto dorme. De acordo com a  Classificação Internacional de Distúrbios do Sono, Segunda Edição , publicada pela Academia Americana de Medicina do Sono, a sexônia ocorre predominantemente durante despertares confusionais e episódios de sonambulismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *