O uso de maconha pode afetar a qualidade do sono

Um novo  estudo sugere que o uso de maconha está associado à diminuição da qualidade do sono.

Os resultados mostram que qualquer histórico de uso de cannabis foi associado a um aumento da probabilidade de relatar dificuldade em adormecer e dificuldade para manter o sono. Os participantes também relataram ter um sono não restaurador e sentir sonolência diurna.

“Os usuários atuais e anteriores de maconha têm maior probabilidade de ter problemas de sono”, disse o autor principal Jilesh Chheda, assistente de pesquisa da Universidade da Pensilvânia na Filadélfia, trabalhando com o Dr. Michael Grandner, o autor sênior do estudo.

O estudo envolveu adultos com idades entre 20-59 anos que responderam ao National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES) 2007-2008. História de uso de drogas foi relatada por 1.811 participantes. O uso de cannabis foi avaliado como qualquer história de uso, idade no primeiro uso e número de vezes que usou no mês anterior. Os problemas relacionados ao sono foram considerados graves se ocorressem pelo menos 15 dias por mês.

“O uso de maconha é comum, com cerca de metade dos adultos relatando o uso em algum momento da vida”, disse Chheda. “À medida que se torna legal em muitos estados, será importante entender o impacto do uso da maconha na saúde pública, já que seu impacto no sono no ‘mundo real’ não é muito conhecido”.

De acordo com o Instituto Nacional de Abuso de Drogas, o uso de maconha entre os jovens tem aumentado desde 2007. Isso pode ser devido ao aumento do debate público sobre o status legal da droga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *